MEU CRÓTON

Oi pessoal! estou voltando!

aprendi mais, espero repassar um pouco pra voces.

bjo

MONTAGEM DE VASO

27/04/09

  1. Tipo de vaso: Cimento (um vaso reciclado)
  1. Preparo do substrato: (adquirida terra já preparada com terra preta, barro de jardim, esterco de gado e pó de coco)
  1. Uma muda de cróton
  1. Outros materiais: um pedaço de tela de nylon, cacos de telhas, brita e seixos brancos
  1. clip_image002MONTAGEM:

5.1. Primeiro passo: Colocado um pedaço de tela de nylon sobre o fundo do vaso.

5.2. Segundo passo: Colocado cacos de telhas sobre o furo do vaso.

5.3. Terceiro passo: Colocado uma camada de brita, para drenagem.

clip_image0045.4. Quarto passo: Colocado uma

camada do substrato.

clip_image0065.5. Quinto passo: Desembalando a muda do suporte plástico.

clip_image008

5.6. Sexto passo: Centralizando e plantando o cróton.

6.7. Sétimo passo: Complementando com seixos brancos.

clip_image010

Pronto! Meu lindo e exuberante Cróton.

clip_image012Ficha Técnica

Nome científico: Codiaeum variegatum
Nome popular: Cróton, folha-imperial, louro-variegado.
Família: Euphorbiaceae
Origem: Ásia – Índia e Polinésia.
Porte: de 2,00 a 3,00 metros de altura.
Flores: Sem importância ornamental.
Características: Arbusto semi-lenhoso, de folhagem muito vistosa em diversos formatos e coloridos diferentes. Existem as variedades de folhas estreitas, largas, recortadas ou retorcidas em tons de vinho, amarelo, verde, creme, etc. A planta aceita meia-sombra mas é sob sol-pleno que sua folhagem tem a cor mais exuberante e forte. São plantas nativas em clima tropical e apresentam pouca resistência ao frio. Podem ser utilizadas em vasos, em conjuntos ou renques no jardim. Não aceitam bem as podas e não gostam de solos encharcados. São resistentes aos ventos fortes.
Propagação: Por estaquia ou alporquia.

Atividade do curso de paisagismo da Ibrap

Anúncios
Esse post foi publicado em Paisagismo. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para MEU CRÓTON

  1. Mestre disse:

    Ola."Preparo do substrato: (adquirida terra já preparada com terra preta, barro de jardim, esterco de gado e pó de coco)"Evita usar o esterco de gado não curtido (bem, muito bem decomposto), vais ver que as plantas agradecem e ficam mais bonitas. Se reparares que uma das que colocaste o esterco começa a ficar com as folhas castanhas ou escuras… as raízes estão a ser queimadas pelo esterco que está a decompor-se.Para que colocas-te as pedras e os cacos no fundo do vaso?Isso é algo muito antigo e não tem qualquer logica viàvel :-)Brita para drenagem? O vaso não tem um furo? Pronto… drenagem :-)) a sério :-)Desfaz sempre, pelo menos um pouco, a bola de terra antiga, não é preciso totalmente mas deve-se retirar pelo menos 1/3 do solo antigo, e fazer isto SEMPRE na primavera.Para podar, basta partir o topo do crescimento ;-)Espero que nao te importes de ter comentado assim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s